domingo, 21 de fevereiro de 2010

BLOCO DE CARNAVAL: SE VOCÊ DER CORDA EU CAIO!!!

O Bloco de Carnaval "Se você der corda eu caio" reuniu 11 foliões brasilienses com o objetivo de escalar muito na Serra da Bocaina, Araxá-MG. Já na saída os primeiros atropelos de um grande desfile. Três carros alegóricos lotados de coisas, atraso e 600 km pela frente.

Tudo certo até Araxá-MG onde fomos recepcionados por Chuck (brasiliense mineiro) e Chorão (escalador local). A receptividade mineira mais uma vez impressionou, Chorão queria nos levar até o abrigo mesmo tendo que organizar diversas coisas e cuidar do seu filho. Marcelo , nosso intrépido carioca do cerrado já havia escalado na Bocaina a tempos atrás e sabia o caminho. Após a espera típica para os atrasados fazerem compras no mercado seguimos.

Partimos com a missão de seguir o professor Bêra e Marcelo nos próximos 27 km de estrada de chão. Após a metade do caminho nosso guia esqueceu dos demais componentes , acelerou demais , entrou em bifurcações e sumiu. Eu em meu carro, Julio no dele seguimos juntos perdidos por cerca de 40 minutos em meio a encruzilhadas, fazendas, mata-burros e muita poeira. Bêra nos fez perder grandes pontos no quesito HARMONIA.

Nos reencontramos e seguimos meio perdidos, cansados, sujos. No caminho pausa para uma pequena jibóia desfilar na avenida. No abrigo a grande surpresa: 16 cabeças de Goiânia-GO estavam acampados em baixo da área coberta. Foi uma grande alegria afinal sempre nos encontramos em Cocalzinho-GO, Belchior-GO e até na Serra do Cipó.

Armamos nossa favelinha nos fundos do abrigo com 7 barracas, fogões, caixa térmica tudo digno de uma grande "farofada". Hehehe! Pontos importantes no quesito ALEGORIA para o mega fogão do sogro do Julio, cafeteira italiana de Bêra e fogareiro himalaiano do Marcelo. Pelo horário cabia a nós descansar e recepcionar a galera de Goiânia que já estava a um dia escalando por ali, pela cara de cansaço a escalada prometia.

As vias da Serra da Bocaina são simplesmente fora de série. Proteções bem feitas, base confortável e próximas do Abrigo (cedido para a atividade graças a articulação local dos escaladores). Destaco aqui as vias Chapeletas Voadoras (cerca de 50m de um 7A clássico, duas paradas mas dá pra tocar numa paulada só) , Hipnose (7C com um descanso semelhante a um sofá logo no início da via); Mão de Vaca (8ª clássico com um puta dinâmico no final da via) , Zumbi da Bocaina 8B sinistro demais e para os iniciantes (como eu) Bonsai Cearense (5º enorme, que parece uma escada) ; Comando Delta (6º com um mov lindo de bidedo para abaulado) e Sombra e Água Fresca (6º sup de 3 chapas pura adrenalina).

Na manhã seguinte partimos para "comer pedra" não dando ouvidos para o conselho de deixar para escalar a tarde. O setor Tetos mantém vias na sombra e todos seguimos para a diversão. Era fantástico ver que simplesmente todas as vias estavam equipadas e todo mundo escalando unido, numa "vibe" única.

No quesito COMISSÃO DE FRENTE destaco Júlio e Marcelo malhando a Mão de Vaca e Matheus Farage (nosso monstrinho) escalador jovem (recém 18 anos) mandando 7C à vista e apavorando nas vias mais clássicas. Matheus é uma grande promessa de Brasília que representou nossa terrinha na Etapa do Brasileiro e Seletiva Juvenil realizada em Curitiba-PR.

Soma-se a isso personagens fortes e ilustres como os locais Chorão, Daiex, Gustavim e Cabelin, os goianos Samurai, Fernandinho, Raphael, Mamão e Negavá atropelando as vias e a grande presença de Chuck sempre provocando grandes risadas. A forte presença feminina de Gretta malhando as vias mais difíceis dos Tetos, Cintia de Goiânia e outra escaladora que não lembro o nome mandando tudo no Setor Intermediário.

Era a Sapucaí pegando fogo com direito a Madrinhas de Bateria.

No questido BATERIA eu, Pati, Dani, Rodolfo e Monique malhamos aos montes a Sombra e Água Fresca, Comando Delta e um monte de vias entre 5º e 7A.

Destaque para o quesito MESTRE SALA e PORTA BANDEIRA para os casais do nosso bonde Rosinha e Bêra, Júlio e Dani, Monique e Rodolfo e Esdras e Pati que apavoraram em todos os setores.

Como todo desfile o momento tristeza foi ver Bêra caindo e forçando o joelho na Mão de Vaca o que finalizou sua escalada naquele local.

No quesito ALA DAS BAIANAS estava Álvaro (Batata) que ficou rodando, rodando, tirando fotos e não escalou quase nada. Salve as marchinhas do nosso bloco:

O teu cabelo não nega Batata
Batata tu não escalou.
O teu cabelo não nega Batata
Batata só fotografou!!!


A noite no Abrigo era simplesmente demais, coletividade unida na compra da cerveja, improviso fantástico de reggae do goianos, percussão e muita alegria demonstrando que mesmo com apenas um banheiro, geladeira coletiva, água do banho racionada por problemas da caixa d'água todos seguiam com o sorriso na cara, o respeito e a amizade. Para mim as cenas vividas ali servem de lição para quem tenta criar esse clima de guerrinha infantil entre Brasília e Goiânia.

Os dias se passaram com uma ida a Cachoeira Argenita (cerca de 15km do Abrigo) encantadora pela beleza mas desesperadora pela estrada de chão (pobre do meu carro e mais uma vez nos perdemos na avenida) e cadenas inesquecíveis como a de Matheus na Menos Curta e Mais Grossa e na Hipnose, Fernandinho na Zumbi, Samurai na Chapeletas Voadoras e tantas outras que não dá para descrever.

Mas o melhor momento de cadenas foi a sequência feminina de Pati, Dani e Rosinha mandando a Sombra e Água Fresca. Nesse momento nosso bloco tocava o axé do Tchan que descrevia a via:

Já pegou no agarrão? –Já peguei
Já pegou no regletinho? –Já peguei
Já pegou no monodedo? –Já peguei
Agora pare!
Pegue no Abaulado
Desce ordinária


O jantar no último dia merece destaque com maionese caseira, strogonof de frango, arroz carreteiro, purê de batata e tanta coca-cola que nem parecia que estávamos na roça. Correria e o medo da chuva. Muito vento e falta de fé de alguns. Mais uma vez a marchinha tocou:

Se você pense que em Araxá cai água
Em Araxá não cai água não,
Em Araxá a pedra é sempre seca
E nunca gasta a sua mão


A despedida teve direito a visita ao Muro (academia) da galera de Araxá com os anfitriões Gustavim (Francês) e Gretta mostrando o slackline montado, muro interno e externo, acompanhamento nutricional e fisioterapia tudo isso num esquema muito arborizado e com parte da estrutura ao ar livre. Parabéns galera demais a estrutura de vocês.

Nosso bloco finalizou bem o desfile e retornou a Brasília feliz da vida e cheio de memórias e alegrias. Deixo aqui um grande abraço pra galera de Goiânia (Tiozão, Fernandinho, Samurai, Minduim e a cabeçada toda), Chorão, Daiex e Cabelin (a Bocaina é demais assim como a estrutura do abrigo e acima de tudo a hospitalidade de vocês) e ao Chuck Lombra.





12 comentários:

Angelo! disse...

Muito maneiro, hein!
Alta qualidade e criatividade no post... excelente!
[]s,

Farage disse...

Falha no quesito Memória do Esdras! HAHAHAHA'
Mt bom o texto e melhor ainda a trip!
Abraço

Alessandra disse...

Morri de rir com suas marchinhas de carnaval! E adorei o nome do bloco também, mandou muito hahaha.
Menino, este mundo é pequeno demais...Quer dizer que Gustavim tá em Araxá mesmo e é empresário? Esse moleque andou por Floripa ralando os dedos no nosso granito, ficou lá em casa e ainda curtiu Caxias do Sul com meu amigo italiano, aprontaram horrores. Grande figura, saudades muitas. Preciso viajar mais, Rio Grande do Sul está me matando...Beijão e boas escaladas

Daiex disse...

GALERA VCS SÃO A VIBE DO CERRADO DOIDO!!!QUE DEUS ULUMINE SEMPRE VCS A ENERGIA POSITIVA!!!E NOIS MG,DF.GO FAMILIA ROOT´S!!!

Chuck Lombra disse...

é isso ai galera manerissimo o carnaval... Bocaina... Meio do ano tem o encontro hein ja agenda ai macacada....

confiram o blog a bocaina:

www.escaladabocaina.blogspot.com

Valeu!!!

Gretta disse...

hehehehe!! muitooo maneiro! as marchinhas de carnaval são as melhores! rs...e pode ter certeza q não perderam pontos em quesito nenhum! ;)
Juntar mais vezes essa galera heim!

Chorão disse...

galera vcs me matam de ri....
adorei o texto

so que aqui é ARAXUUUVA!!!!! a vibe tava tao boa q o pedrao la em cima dexo passa batido a chuva do feriado... kkkkkkkk

voltem pra escala qndo quiserem a casa e de vcs....e vamo faze o possivel pra qndo voltarem a gente ja te colocado uma duchooona la de fora do abrigo pra alivia a galera

bons ventos a todos

Rosiane disse...

A espera pelo post valeu a pena...Ficou muito bom..Ajjjja criatividade hein Esdras... As marchinhas de carnaval foram as mais hilárias, até cantei junto.. Valeu galera pela Trip..foi baum demais!!! Rosinha

Raphael Remiggi disse...

O nome da ilustrissima escaladora goiana e namorada do Rafael Careca é a Ariana! gente bonissima.
No mais é isso. A vibe do carnaval foi simplismente sinistra. Isso vem pra mostrar que o climb, a amizade e o respeito esta acima de intrigas que muitas vezes dizem por ai...
É issaew galera. Conexão GO x DF x MG sempre.
Abraços a todos
Raphael Tana

Diego 'minduim' disse...

yeahhhhhhhhhhhhhh
Carnaval na Bocaina foi a 'vibeeeeee'. Galera unida demas da conta, só sorrisos e alegrias, bebidas e canções. E podem esperar que logo logo nos encontraremos de novo.... =D

Grazi disse...

O Ganso nunca mais será o mesmo.... rs... que bagunça legal!

Saudade de vcs!

Beijoca,

Alvaro Alvares disse...

Grazi, faltou vc e o Leandro nesse Bloco de Carnaval.