quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Baseado em fatos reais 4 – Capítulo III

No dia seguinte, Júnior a base de antiinflamatórios para o cotovelo, nem conseguiu trabalhar direito. Escolheu as músicas certas para o momento e gravou um cd escrevendo na capa Love in Rock! Lembrava de cada segundo ao lado de Dalila e tinha certeza que dessa vez nada daria errado. Mesmo sabendo da precária estrada de terra do parque dos Pirineus, mandou lavar o carro para causar uma boa impressão.

Na mochila, a sapatilha que combinava com o saquinho de magnésio e no porta-malas o crash playboy que ele mandou fazer e que imita as medidas daquele crash gringo. Nem se lembrava que era apenas quarta feira e que no dia seguinte teria que trabalhar. Às 19 horas ele chega no local combinado com a Dalila.

[Dalila] Júnior esse aqui é o Bibola e essa aqui é a Monicão.

Junior já ficou meio triste e assustado prevendo que a noite iria ser hard pelo tamanho do antebraço da galera.

[Junior] Eae galera , partiu?!

Todos no carro, Júnior esconde o cd de amor e coloca aquele cd de Rap paulista que Mosca esquecera no carro. Todos na pilha, falando sobre a mágica transcendental de Cocal e Júnior tenta se enturmar.

[Junior] E então? Vamos escalar aonde?

Disse isso rezando para optarem pela Casa da Cobra, o único setor que ele sabe chegar.

[Monicão] Então leke, a galera tava na pilha de escalar no Setor Esparadrapos ou no 29, mas eu tô na pilha de entrar numas paradas lá na Casa da Cobra. O que você acha?
[Junior] (querendo se fazer de local): Pow boto fé na Casa da Cobra, tenho umas pendências para resolver por lá.
[Bibola] É nóis. Casa da Cobra é o local.

Junior fica feliz por ter acertado na proposta nota até certo olhar de interesse de Dalila. Ela no entanto decide testa-lo.

[Dalila] Diz ai, quer entrar em que boulder lá na Casa da Cobra?
[Junior] Estou malhando o Muy THC, um V6zinho irado lá. Conhece?
[Dalila] Nossa que coincidência. Eu também tenho entrado nesse boulder, mas para mim está bem difícil.
[Junior] Que nada gata! Deve faltar só se encaixar direito, chegando lá te passo uns betas que você vai mandar fácil.
[Dalila] Veremos!

Já na Casa da Cobra, após alguns boulders o grupo se divide indo cada dupla para um problema. Era a chance que Júnior esperava. Na base do boulder ele tem a esperança de conseguir falar a coisa certa. Ela por sua vez demonstrava mais interesse na rocha do que em Júnior.

[Junior] Então Dalila, aqui estamos. Vai entrar no Mui THC ou vai ficar de conversa?
[Dalila] Vou entrar mas sem pressão. Curte a vibe dessa noite, olha que céu.
[Junior] É verdade o céu está lindo mesmo. Olha ali o Cinturão de Órion, Ursa Maior, etc.

Ele chega perto dela e senta ao seu lado no crash pad.

[Dalila] Vou comer algo. Como combinamos eu trouxe o lanche. Comprei esse sanduba de pão integral, pasta de grão de bico, tofu e milho para mim e como não sabia que o que você comia trouxe uma coxinha de frango com catupiry para você.
[Junior] Desculpe nem avisei mas faço uma dieta. Se quiser podemos dividir esse seu sanduíche acompanhado por esta bebida de soja com maltodextrina que eu fiz.
[Dalila] Nossa! Você também é vegetariano? Deve ser por isso que estamos fracos para os boulders hoje. Hehehe!
[Junior] Que nada. Isso não é a alimentação. No meu caso é o psicológico que perdeu o foco.
[Dalila] Como assim?
[Junior] Sabe o que é. Perto de você não consigo me concentrar na escalada por que acho que tenho um problema maior para resolver do que esse boulder e que vai me exigir muito mais força e preparo.
[Dalila] Que problema?
[Junior] Conquistar seu coração!
[Dalila] Você até tava indo bem, mas essa agora foi muito brega. Vou fingir que não ouvi.
[Junior] Tá vendo só. Esse é o problema que eu estava falando. Com você não sei me posicionar, não consigo respirar direito e gasto toda força em um único movimento. Desculpa, estou viajando.
[Dalila] Relaxa ai, eu estava só brincando. Mas na verdade você além de ter que melhorar suas cantadas vai ter que malhar um pouco mais, afinal tá escalando menos que eu.
[Junior] E quem falou que eu escalo menos que você?
[Dalila] A natureza.
[Junior] Está bem, para ficar com você vou até engolir meu orgulho. Mas quero ver você provar isso na pedra.
[Dalila] Vamos nessa!!!

Passaram assim durante horas tentando o mesmo problema sem sucesso. A cada queda ambos se incentivavam e era nítido que o carinho e amizade se fortaleciam. No retorno para casa Monicão e Bibola desmaiam no banco de trás do carro dando a Junior 120km de oportunidade para conversar com Dalila.

Continua...

Momento "Você Decide"

Car@ leitor@,

você achou que era cedo demais para Dalila se render aos encantos de Júnior, mas manteve as esperança de cadena para o intrépido escalador. Mesmo se sentindo mais próximo de Dalila, Júnior não consegue decidir como abordá-la para amolecer seu coração de pedra. Qual deve ser a abordagem que Júnior deve utilizar?

a) Deve manter o assunto centrado na escalada, em boulders e vias intermináveis de modo a não demonstrar interesse;
b) Deve falar sobre seus últimos relacionamentos, sobre seus sonhos profissionais, sua vontade de ser pai etc...
c) Deve falar sobre a agenda cultural nos próximos dias tentando incentivar o próximo encontro;
d) Deve falar de música, culinária, filmes buscando os pontos de semelhança e afinidade.

6 comentários:

Farage disse...

As opções mais senatas e que darão mais trabalho pra vcs seriam c e d, poderia ser até uma mescla, mas eu fico com a d msm :D
Abraço

Rodrigo "Genja" disse...

Nenhuma delas! Ele tem que ficar queto e ficar fazendo só perguntas pra deixar ela falar que nem uma louca... Quanto mais ela fala, e ele finge q escuta, mais ela acha ele "legal"... não tem erro!

Esdras Daniel disse...

Puts Genja matou a pau na resposta. Até eu voto por esta tática hehehehehe.

Samurai disse...

Achei que essa seria uma boa forma de avisa-los e assim o aviso chegar ate o Bera de que a costura de estimaçao dele ja esta sob meus cuidados hehehe. Agora combinamos uma forma de encontrarmos (ou nao combinamos que parece dar mais certo uiahuiahui).

Abraço galeraa!! Valeu demais a companhia de voces na Bocaina. To esperando o post!!

Fernando "Fera" disse...

Caara... Eu até ficaria com a "C"...
Mas se pintar a oportunidade de seguir os betas que o "Genja" mandou... hehehe

Rosiane disse...

Bem...essa história de que se ele ficar calado, ela vai falar como uma louca, poderia funcionar com a maioria das mulheres, mas não com uma escaladora..ainda mais uma que está quase mandando um V6..Então acho bom, ele começar a malhar um pouquinho mais e mandar logo esse boulder para poder impressionar ela... A opção D também é uma boa...heheh