quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Plantão Saúde – Alerta de nova Epidemia

Após o caos gerado em 2009 pela gripe H1n1 (vulgarmente conhecida como gripe suína) surgem novos motivos para pânico no Brasil. O ano de 2010 traz um grande alerta para nossa sociedade.

Recém descoberta uma nova doença que vem assolando a população. O mais alarmante é que não há delimitação de grupo etário nem diferenças na infecção de homens e mulheres. Todos somos vulneráveis.

Ainda não se sabe a cura, não se fala em vacina e a possibilidade de se tornar uma pandemia ainda não foi descartada pela Organização Mundial da Saúde.

Laboratórios internacionais vêm desenvolvendo insumos na tentativa de reduzir os agravos e aumentar a qualidade de vida dos “infectados”. No Brasil, a escassez de laboratórios e centros de estudos nesta área torna difícil a vida destes doentes, pois os insumos aqui são caros e raros. Porém iniciativas locais vêm mostrando grandes frutos na busca pela cura.

Nós do blog “a vida por alguns fios (AVPAF)” conseguimos com exclusividade entrevistar um pesquisador que preferiu não se identificar. Sugerimos clicar nos links para melhor compreensão da situação.

AVPAF – Fale-nos sobre a essa nova doença?

O que posso informar é que ela atinge grupos pequenos de pessoas e sua evolução está intimamente ligada ao contato com áreas remotas, sobretudo com formações rochosas. Porém a doença já atinge centros urbanos, mas em locais isolados.

AVPAF – Mas por que a imprensa mundial não vem divulgando o crescimento desta “doença”?

O fato é que a mídia nacional e internacional não percebe e não possui dados suficientes sobre a evolução dos casos. O Brasil, por exemplo, não possuía nenhum caso relatado até este ano e segundo a uma análise da IFSC (International Federation of Sport Climbing, realizada no dia 31/08/09) já estamos em 12º lugar entre os jovens do sexo masculino e 20º lugar entre jovens do sexo feminino. Outros centros de estudos apontam o Brasil como o 10º país nos casos masculinos. É um crescimento absurdo !!!

AVPAF – Realmente é alarmante a evolução dos casos no Brasil. Mas o que importa realmente é informar a população. Fale um pouco dos sintomas desta nova doença.

Não quero gerar pânico na população, mas é preciso atentar para os seguintes sintomas.

Dores nas articulações, sobretudo nas falanges com formação de calosidades e descamações nas mãos

Diminuição do abdômen globoso com emagracimento acelerado com aumento e inchaço da musculatura dos antebraços e ombros

Isolamento e mudança repentina de hábitos como a escolha por opções ecológicas de vida gerando preferências por lugares altos e opção pela utilização de calçados de número inferior aos pés.

Surgimento de escoriações de origem desconhecida do tipo arranhões e ralados.

Dislexia grave com fragmentação na expressão das palavras chegando ao extremo de confusão entre idiomas como exemplo observamos as seguintes expressões moleque = leke, sapatilha = sapata, fii = filho, kamon = come on.

AVPAF- E mata???

Poucos casos morrem, mas assusta muito principalmente no início da doença onde são comuns a taquicardia, pernas tremendo, perda de força nos braços e pernas e quedas. Geralmente torna-se uma doença crônica permanecendo por anos e até mesmo a vida toda, evoluindo constantemente em uma graduação já definida no Brasil e no exterior.

Segundo a imprensa internacional atualmente existem casos raros de pessoas acima dos 50 anos convivendo com a doença em graus elevados como nos casos clínicos dos pacientes Stevie Haston e Maurizio Zanolla.

O que assusta mesmo são casos recentes de adolescentes atingindo rapidamente graus elevados da doença como o pobre adolescente tcheco Adam Ondra que semana passada atingiu em FA a graduação 9a+ (francesa) algo ainda desconhecido em relação a doença. E até mesmo crianças vêm desenvolvendo de forma grave a doença.

Atualmente o que vem causando grande espanto na comunidade científica é o caso Sharma que deverá ser isolado e dissecado após a morte, pois ainda não se sabe como alguém atingiu um grau tão elevado desta patologia.

AVPAF – Preocupante. Já existe algum perfil epidemiológico (número de casos) por região do Brasil?

Técnico – Atualmente foi desenvolvida uma pesquisa para verificar os dados reais, mas já podemos afirmar que Minas Gerais, Rio de Janeiro, Paraná e São Paulo possuem os casos graves, porém a região de Brasília, Goiânia e até mesmo o Ceará vem apresentando casos.

AVPAF – Fale um pouco mais sobre sintomas. O que realmente deve preocupar a população?

Técnico – Olha sinceramente o pior efeito relatado é a existência de distúrbios comportamentais que levam as pessoas a cometerem atos degradantes contra o ambiente e contra seus semelhantes levando inclusive a proibição e isolamento da comunidade de portadores da doença.

Para esses sintomas a comunidade internacional vem tentando elaborar protocolos, mas no Brasil ainda pouco se conseguiu consensuar em relação a esse problema.

AVPAF – Existe alguma relação entre gênero e a doença? É verdade que homens atingem graus mais elevados?

Durante algum tempo esta afirmação a respeito dos homens foi considerada verdade, no entanto cada vez mais se verifica uma “feminização” da doença. Casos como a eslovena Maja Vidmar e o mais impressionante são meninas como a Zhenja Kazbekova atingindo graus elevados com apenas 12 anos de idade. O fato mais recente que conheço foi a francesa Charlotte Duriff.

Recentemente o Brasil vem apresentando casos femininos graves como a jovem Raquel Guilhon atingindo alto grau no Rio de Janeiro e Francine Borges também em situação elevada da doença em Minas Gerais.

AVPAF – Para finalizar. O que você sugere como medida preventiva? Podemos evitá-la lavando as mãos com álcool gel e usando mascaras?

MS – Nossa é realmente difícil de evitar o contágio. Eu indico evitar contatos com os já infectados (sobretudo casos mais antigos), não se aproximar de regiões rochosas e manter distância de locais de muita aglomeração (como muros e academias).

Agora se você já estiver contaminado e passar álcool gel nas mãos vai arder muito e você não irá usar mascaras nem no carnaval pois estará escalando na data.

3 comentários:

Hilton Benke disse...

hehe!

Boa! Muito boa!!!

Feliz 2010!!!

Abrazos!

bode disse...

Hahaha ..
Estava lendo e entendendo nada, sacanagem!!!

Abraço
Leandro

Alvaro Alvares disse...

Coisas do Esdras!